Mais notícias

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Estar na Rede, pra mim, significa um grande crescimento

Ir. Anajar Fernandes com Santa Bakhita,
padroeira e protetora de todas 
as pessoas traficadas.
Irmã Anajar Fernandes da Silva, da Sociedade das Filhas do Coração de Maria, fala sobre sua experiência na coordenação da Rede Um Grito pela Vida durante o biênio 2015-2017, e nos deixa uma mensagem de fé e perseverança nesta caminhada de sensibilização e enfrentamento ao tráfico de pessoas.  

"Sou da comunidade de Salvador, mas como missão estou na região do estado do Amazonas. Atuo na Rede “Um grito pela vida” desde 2012. 

É uma alegria muito grande, neste momento de celebração de 10 anos, fazer parte da coordenação. Estar na Rede, pra mim, significa um grande crescimento, principalmente como religiosa, e como negra, tendo em vista que um grande número de pessoas que são traficadas são mulheres negras; e a região nordeste também é contemplada pelo grande número de nordestinas que se colocam nessa disposição de buscar um novo padrão de vida e são enganadas pelos aliciadores.

A Rede me lançou para esta percepção delicada sobre o que está por traz de tantas propostas. Me colocou à disposição de sensibilizar mais as pessoas para essa ameaça que envolve muitos de nós. Nesta percepção, permear muitos campos nas missões que sou enviada para ajudar a tantas pessoas que não têm nem voz, nem vez, nem percepção daquilo que as envolve na proposta de uma nova maneira de vida. Estou nessa gestão há dois anos e termino a contribuição na coordenação nacional, mas  a minha missão continua. Eu quero dizer para a nova coordenação, aos novos membros, para que não tenhamos medo. 

Em rede nos tornamos fortes. A rede já cresceu muito nesses 10 anos, e como foi dito, em números, núcleos e parcerias. Isso tudo traduz a mensagem de que nós não podemos nos abater diante da dificuldade. Entrelaçamos os nossos fios e nos demos as mãos para crescermos mais e mais nessa Rede, que agora faz 10 anos, mas que com certeza chegará a muitos outros anos com a nossa ajuda, com nosso incentivo, nosso apoio."

(Depoimento de Ir. Anajar Fernandes - VIII Encontro Nacional da Rede Um Grito pela Vida - Brasília/2017)

Nenhum comentário:

Postar um comentário