Mais notícias

domingo, 22 de outubro de 2017

Carta da Comissão de Enfrentamento ao Tráfico Humano


Resultado de imagem para cnbb
Brasília, 25 de setembro de 2017

“Não é possível permanecer indiferente sabendo que há seres humanos comprados e vendidos como mercadorias! Levemos em conta as crianças que têm seus órgãos retirados, as mulheres enganadas e obrigadas a se prostituir, os trabalhadores explorados, sem direitos, sem voz, e assim por diante. Isto é tráfico humano! ” (palavras de Francisco na mensagem aos fiéis no Brasil, por ocasião da CF/2014, com o tema “Fraternidade e o Tráfico Humano).


Estimados Irmãos e Irmãs no episcopado,

Dirijo-me aos caríssimos irmãos para dar-lhes notícias da organização da Comissão Especial para o Enfrentamento ao Tráfico Humano que nós criamos, na reunião do Conselho Permanente de 6 de outubro de 2016 e, também, para solicitar-lhes a efetiva colaboração a fim de que seja assumida, também, nos Regionais. Esta Comissão dará continuidade aos trabalhos do GT de Enfrentamento ao Tráfico Humano, criado em 2012.

Nos dias 27 e 28 de junho de 2017, fizemos a primeira reunião com todos os membros, que conta de 4 bispos, um assessor, uma secretária e alguns colaboradores/as. Definimos que a Missão dessa Comissão é: “ à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, ser presença viva e profética no enfrentamento ao tráfico humano, como violação da dignidade e da liberdade, defendendo a vida dos filhos e filhas de Deus”; e que seu Objetivo Geral é: “fortalecer a atuação de enfrentamento ao tráfico humano em suas múltiplas formas, e a atenção às pessoas em situação de vulnerabilidade e de tráfico, contribuindo para transformar as estruturas e as práticas que alimentam a existência dessa chaga social”.

Para viabilizar a ação da Comissão foram estabelecidos quatro eixos de trabalho: Comunicação e Articulação; Formação; Incidência; e Sustentabilidade e Relações Internacionais. Os eixos são formados pelas colaboradoras e colaboradores, com a presença de um bispo. Em conjunto foram estabelecidas as prioridades para o próximo período.

Meus irmãos, já estamos planejando as atividades para 2018 e venho lhes pedir que coloquemos nas agendas dos Regionais esta temática do Tráfico Humano. Vamos continuar nos comprometendo cada vez mais na defesa da dignidade, da vida de tantas irmãs e irmãos nossos atingidos por este crime. Vamos nos unir aos apelos do Papa Francisco.

A Comissão se coloca à disposição dos Regionais para contribuir naquilo que for necessário para sensibilização e informação, atendimento às vítimas e criação de políticas públicas em favor de nossas irmãs e irmãos.


Que o Deus da Vida nos ilumine e nos fortaleça em nossa missão.


Fraternalmente,


Dom Enemésio Lazzaris
Bispo de Balsas/MA e Presidente da Comissão



Nenhum comentário:

Postar um comentário