Mais notícias

terça-feira, 23 de maio de 2017

Rede realiza sensibilização na CAMPANHA FAÇA BONITO em Curitiba/PR

18 DE MAIO – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Para esta importante e delicada Campanha que visa a prevenção, proteção, denúncia e combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, a Rede Um Grito Pela Vida, Regional de Curitiba, iniciou seus trabalhos desde o início do mês de maio. Foram repassados 1.800 folders da Campanha Faça Bonito ao Conselho Tutelar de Curitiba, material que foi reproduzido com o dinheiro da própria Rede, a serem entregues nas nove regionais dos Conselhos Tutelares de Curitiba para a panfletagem no dia 18 de maio. 


Os folders foram repassados pela colaboradora e Conselheira Sra. Rosilei Bastos Pivovar. Também foram repassados aos padres, 150 folders da Campanha durante a Formação Permanente do Clero da Arquidiocese de Curitiba, no dia 11 de maio. Além dos folders também foram repassados via e-mail o texto explicativo sobre a importância da Campanha do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes do Governo Federal. 

O cartaz e o texto foram encaminhados por e-mail ao Centro Pastoral da Arquidiocese e para a CRB – Regional de Curitiba, para que repassassem às Paróquias da Arquidiocese da Arquidiocese e as Casas religiosas do Estado do Paraná. Colaboraram nesta tarefa as irmãs Lucimar do Centro Pastoral e a Ir. Luciane da Executiva da CRB de Curitiba. No sábado, dia 13, Frei Luiz C. Batista entregou folders à Coordenação da Catequese da Paróquia N. Sra. da Cabeça, para ser trabalhado o tema na Catequese, que tem 400 pessoas entre crianças e catequistas. 

Outro importante grupo que recebeu o material foram os alunos do Curso de Filosofia, Pedagogia e Psicologia da Faculdade dos Franciscanos Menores, conhecida como FAE, onde estudam os Seminaristas Agostinianos, e o seminarista Gleydson Luiz de Oliveira dos Santos, do Centro Acadêmico que colaborou na divulgação da Campanha. 

Frei Luiz C. Batista, que é vigário paroquial na Paróquia N. Sra. da Cabeça, tratou do tema da Campanha Faça Bonito nas suas homilias durante as missas do final de semana dos dia 20 e 21 de maio, nas Capelas da Comunidades N. Sra. de Fátima, Nossa Senhora da Guia e Santa Mônica, onde aproximadamente umas 400 pessoas tomaram conhecimento sobre o assunto. 

A temática também foi trabalhada no grupo de adolescentes da Paróquia N. Sra. da Cabeça, conhecido como AUC (Adolescentes Unidos em Cristo), onde 40 adolescentes ouviram e debateram o tema do abuso sexual, orientados pelos coordenadores e os seminaristas Agostinianos que os acompanham. A Ir. Salete Inês Arcari participou da mobilização durante a panfletagem do Conselho Tutelar do B. Boqueira e a Sra. Rosilei B. Pivovar no Conselho Tutelar do B. Fazendinha.


Foram distribuídos 2.500 folders a respeito da Campanha, mas o número de pessoas sensibilizadas diretamente foi mais de três mil, pois os folders não foram suficientes para todos, principalmente para os fiéis que estiveram nas missas do Fr. Luiz no final de semana, que sucedeu a Campanha Faça Bonito. 


Fr. Luiz - Núcleo  Regional da Rede de Curitiba/Paraná



Rede Um Grito pela Vida na Campanha Faça Bonito em Manicoré - Amazonas

O núcleo da Rede Um Grito pela Vida em Manicoré/AM, representado pela Irmã Célia de Campos (Salesiana), juntamente com o Centro  Social  Madre Ângela VESPA, se uniu à campanha contra o Abuso e Exploração sexual de Crianças e Adolescentes e foi para as ruas gritar por justiça.

"O dia 18 de maio foi instituído em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil. O evento foi organizado pelo Centro de Defesa de Crianças e Adolescentes (CEDECA/BA), representante oficial do Ecpat, organização internacional que luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças, pornografia e tráfico para fins sexuais, surgida na Tailândia. O encontro reuniu entidades de todo o país. Foi nessa oportunidade que surgiu a ideia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil." (Campanha Faça Bonito)






Caminhada em Pinheiro/MA marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes



No dia 15 maio, o núcleo regional da Rede Um Grito pela Vida de Pinheiro/MA participou da caminhada contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, promovida pelo Conselho Tutelar, Secretaria de Assistência social, com a participação da comunidade.

O público-alvo era os alunos das várias Escolas de Pinheiro. Na concentração houve a denúncia da morte de um adolescente de 17 anos, que foi morto por engano. O grupo de jovens e a comunidade pediu justiça diante do promotor e da juíza que se faziam presentes com suas palavras de apoio e mostraram interesse pelo caso.

 
Palestras informativas realizadas em duas escolas de Pinheiro:

Rede no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes - Capacitação em Maceió

No dia 18 de maio, o núcleo regional da Rede Um Grito pela Vida de Maceió ofereceu capacitação para multiplicadores/as. Essa formação ocorreu no dia 06 de maio, das 8h às 15h, na cidade de Maceió, na casa Sagrado Coração de Jesus, osf. Foi um dia proveitoso e animado. A data que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi celebrada antecipadamente, pois assim conseguiríamos um maior número de participantes.

Parceiros: Pastoral da Criança e CEBI.



Núcleo Regional Recife - Maceió, Alagoas



terça-feira, 2 de maio de 2017

Missão profética da VRC na atual conjuntura sócio-eclesial - SEMINÁRIO A REDE NA LUTA DO POVO - LAGES/SC


MEMÓRIA DO DIA

Quando em Lages chegamos para o seminário iniciar, a acolhida do núcleo regional da Rede Um Grito pela Vida nessa terra linda e de muito frio, com chimarrão, com o calor e a ternura do sulista, foi o que ajudou a nos aquecer.


Na oração de abertura fomos convidadas a sonhar, unindo mística e profecia. RESGATAR, DENUNCIAR, CAMINHAR, REINVENTAR, eis a nossa oração para o encontro começar.

Unindo fé e vida fomos para a rua protestar junto com o povo de Deus e seus direitos reivindicar, para mostrar aos golpistas que a greve em Lages também teve seu lugar.

Voltamos com a sensação da alegria de participar, da luta da vida do povo que direitos quer resguardar, cumprindo sua missão de denunciar tudo que fere a vida de um povo sofrido a lutar.

À noite tivemos a graça da doutora Silvia escutar, ela que veio de Curitiba para sua experiência partilhar, da luta do núcleo de enfrentamento do tráfico e os desafios a enfrentar, nos mostrou como o protocolo de Palermo pode auxiliar, garantido como a lei pode as vítimas ajudar.

O núcleo de enfrentamento foi abraçado com amor por quem se importa com as pessoas, sem distinção de lugar, sabendo que sua missão é o tráfico de pessoas denunciar, defendendo a vida onde ameaçada está, gritando o GRITO DA VIDA para a pessoa resgatar.

A crueldade do traficante não tem limite, é sem fim, na exploração servil e, outras formas também, que se contar com detalhe sangra o coração de quem sabe que somos imagens de um Deus de onde a vida vem.

No enfrentamento do tráfico de pessoas todas essas tristezas lugar têm, mas as pequenas vitórias com muita alegria nos vêm, pois tem gente que luta em rede e a resistência mantém com coragem e profetismo, força de Jesus que nos vem.

Por isso tiro o chapéu pra essa vida religiosa linda, que aqui trabalha em rede numa só integração, POA, FLORIPA e CURITIBA caminhando como irmãos, ouvindo o grito do pobre no hoje de Deus neste chão e caminha unida numa  grande inter-relação.


Nosso abraço especial às leigas que aqui estão, que abraçaram a causa da REDE como sua missão; que o bom Jesus as guarde coração, com bênçãos e muitas graças, eis a nossa oração.    










Enviado por Jam Menezes