Mais notícias

sexta-feira, 31 de março de 2017

Rede pela transformação social - 10 anos de informação, prevenção, formação, acompanhamento e incidência política


Em Rio Branco, com os agentes de pastoral, na oficina sobre o Jogo Eduvativo Rede pela Vida.

Rede na chegada da tocha
 olímpica em Porto velho
22 de junho de 2016
Pensando na atuação da Rede um Grito pela Vida na sociedade, lembro-me da passagem evangélica que diz que “O reino dos céus é como o fermento que uma mulher tomou e escondeu em três medidas de farinha, até ficar tudo levedado”. (Mt 13,33)

Esta imagem evangélica, ao meu ver, representa bem a Rede por várias razões: 

A primeira delas é que a Rede tem provalentemente um rosto feminino e uma atenção especial ao mundo da mulher: tudo isso sem menosprezar, com certeza, a preciosa presença de bons companheiros, sejam eles religiosos ou leigos, em vários núcleos do nosso Brasil.

Sensibilização com os alunos da
 escola estadual
José Otino de Freitas
 em Porto Velho
A segunda é que a estratégia utilizada é aquela do trabalho capilar, da presença no território, capaz de valorizar forças diferentes, intuir caminhos, assumir desafios.

A terceira - e talvez a mais importante - é que todo trabalho de informação, prevenção, formação, acompanhamento e incidência política que a Rede um Grito pela Vida tem desenvolvido nesses anos, tem como objetivo último de ser uma válida contribuição para transformação da sociedade, no sonho de um dia “levantar a vista e ver reinar a liberdade” para todos e todas.

Tocamos em frente, então, companheiros e companheiras, jogando a favor da Vida, contra o tráfico de pessoas!

 

Por Ir. Chiara Dusi - Núcleo de Porto Velho


Nenhum comentário:

Postar um comentário