Mais notícias

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

I CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS - RIO BRANCO - AC


I CONGRESO INTERNACIONAL CONTRA LA TRATA DE PERSONAS – RIO BRANCO – AC

A Rede Um Grito pela Vida e a Faculdade Diocesana São José realizaram, nos dias 09 -12 de outubro de 2015, o I Congresso Internacional de enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. 




O objetivo deste era sensibilizar e informar sobre a prática de exploração e violação de direitos, assim como partilhar ações que já vem sendo realizadas nos nossos lugares de origem: Peru, Bolívia e Brasil.


Na sexta feira a noite foi realizada a abertura do evento, para o qual se fizeram presentes Dom Joaquín Pertiñez, bispo da diocese de Rio Branco, a coordenadora nacional da Rede um grito pela vida Irmã Eurides Alves de Oliveira, o Consul de Bolívia, o Ministério Público e diversos representantes dos governos estadual e municipal. Inicialmente tivemos uma apresentação de teatro: “Eu não sou mercadoria”. A palestra de abertura foi “A dignidade humana”, realizada pelo bispo da diocese. A seguir a Ir. Eurides Oliveira apresentou a Rede  

Um Grito pela Vida e a desafiante missão que é realizada


No sábado, após a mística, a Dra. Tereza Cruz – UFAC – nos ajudou a refletir sobre a mulher acreana e sua história. A seguir, o Sr. Fabio Fabricio Pereira da Cruz, membro do Comité Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, apresentou os conceitos básicos de tráfico de pessoas, assim como os dados registrados a nível do estado do Acre. Na parte da tarde, o Sr. Crispim, membro da Rede compartilhou a sua experiência e seu olhar sobre a realidade de migração dos Haitianos e senegaleses que entram no Brasil pela fronteira Peru/Acre. Na continuidade  assistimos o documentário brasileiro “Cinderelas, lobos e um príncipe encantado”, a partir do qual realizamos um denso e profundo debate. Finalizamos nossos trabalhos da tarde com “o Tratado de Palermo”, apresentado pela Dra. Nazaré, do Ministério Público.

O domingo foi reservado para a partilha de experiências nos lugares de origem

Iniciamos com a Eucaristia e depois os núcleos de Porto Velho, Manaus e Rio Branco compartilharam suas experiências e desafios. Também os representantes do Peru, da organização chsalternativo, expuseram a sua maneira de trabalhar no enfrentamento do tráfico de pessoas, assim como suas conquistas e desafios. Finalmente concluímos acolhendo a luz de cristo como aquele que ilumina o nosso compromisso de enfrentamento ao Tráfico.

O tema abordado é imensamente desafiante. O seminário evidenciou mais uma vez a gravidade e grande incidência desta realidade no estado, nos países.  No entanto, experimentamos uma grande esperança ao constatar o crescimento do número de pessoas sensibilizadas que contribuem e/ou estão dispostos a colaborar com atitudes concretas diante deste problema social através de ações que promovem e defendem a vida.
 












A luta continua,  Enfrentar o tráfico de pessoas é nosso Compromisso!

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Congresso Internacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas - Acre/Rio Branco

A Rede Um Grito pela Vida, em parceria com a Faculdade Diocesana São José, realiza Congresso Internacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, no Acre - Rio Branco, nos dias 9, 10 e 11 de outubro de 2015.

Garanta sua vaga! Participe!




Curitiba contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças

No Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e
Crianças, o Fr. Luiz celebrou missa na Igreja Senhor Bom Jesus - Centro  de Curititba/PR.

O trabalho de conscientização sobre esta prática criminosa contou com um grande número de pessoas que aproveitam a folga do almoço para participar da 
eucaristia.

Neste mesmo dia, 23 de setembro, o Pe. Cláudio Ambrozio, membro da Rede, a 
convite da Conferência Episcopal Peruana e por indicação da CNBB, viajou ao Peru para tratar sobre o tráfico de pessoas, já que no próximo ano eles farão uma campanha de prevenção contra o tráfico de pessoas no país. 

  


Pelo núcleo de Curitiba/PR – Ir. Bernadete Buffon - ICF

DIA DO DOADOR DE ÓRGÃO – NÚCLEO DA REDE EM CURITIBA/PR


Nas missas do final de semana do dia 26 e 27 de setembro, por ocasião do Dia do Doador de Órgãos (27), na Paróquia Nossa Senhora da Cabeça de Curitiba, aconteceu uma missa que contou com a presença de assistentes sociais  da Central Estadual de Transplante do Paraná. Estiveram presente as senhoras Elcia e Gláucia Perula, para falarem sobre a importância da doação de órgãos. O Estado do Paraná tem investido na doação de órgãos através da Campanha Fale Sobre Isto. Estas funcionárias viajam todo o estado motivando as pessoas a doarem órgãos como meio de salvar vidas e aliviar as dores de tantos doentes.

Pela equipe da Rede – Ir. Bernadete Buffon - ICF






segunda-feira, 5 de outubro de 2015

JUVENTUDE COM DIREITO A SABER, A SONHAR E A TER UMA VIDA MELHOR


“A Juventude precisa saber” é o nome do Projeto nas Escolas e Organizações Sociais a se realizar em diferentes regiões da Cidade de São Paulo. A primeira experiência começa a se efetivar em São Mateus (Zona Leste) e visa sensibilizar a Juventude para a  prevenção ao tráfico de Pessoas.




O Projeto foi pensado e rascunhado a partir da avaliação do evento pelo dia 23 de setembro do ano 2014, ocasião em que se constatou que o núcleo da Rede Um grito pela Vida- SP mais do que fazer ações pontuais, precisava focar em ações importantes e que é considerassem processos com inicio, meio, conclusões, recomeços e renovações. Como o Núcleo SP conta, dentre suas parcerias mais sólidas, com o Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto - Bompar, e a participação ativa na Rede do leigo Gilson, com o apoio respaldo da entidade, tem contribuído para a gestação deste projeto que abre novas janelas de vida e esperança para a juventude destas áreas geográficas.

Durante este ano continuou-se a aprofundar o Projeto em algumas das reuniões do Núcleo a fim de que o mesmo passasse da letra para a concretização. E assim foram se dando vÁrios passos para estabelecer a articulação com as escolas e as Unidades do Bompar.

Depois deste trabalho de articulação se escolheu uma das Unidades Socioeducativas do Bompar, o Tabor, localizado no bairro Jardim São Gonçalo. No Tabor o Projeto foi lançado a partir de uma Roda de conversa prévia com jovens que se dispuseram voluntariamente a participar. A mesma concretizou-se no dia 28/09 das 9h as 11h30 min, com o intuito de preparar o seminário agendado para o dia 30 de setembro. Participaram 27 jovens. Foi apresentado o Projeto e trabalhado o tema de tráfico de pessoas a partir dos saberes, dos sonhos de cada participante e com o debate de um vídeo.

Antes de encerrar atividade, já que os/as jovens ficaram empolgados/as, se fez a proposta de se tornarem multiplicadores/as, sensibilizando a outros/as jovens sobre a realidade do tráfico de pessoas, através da arte. Aderiram à proposta formando grupos de artes plásticas, dança, teatro, literatura, música e esportes. A proposta é que no seminário, onde participarão mais jovens, os novos possam inserir-se nestes grupos artísticos. Os jovens da Roda terão a importante missão de realizarem a acolhida do Seminário e, já por dentro da proposta, realizar o convite à ação artística e motivar o grupo novo.

No evento do seminário, contaremos com a assessoria de Claudia Patrícia Luna e com outros/as e outras jovens que contribuirão com música e experiencias de sua caminhada juvenil em outros grupos ou organizações.

 O seminário se fez realidade

O seminário aconteceu o dia planejado com a participação de 230 pessoas aproximadamente, na sua maioria jovem, na unidade sócio educativa Tabor nomeada acima.

Iniciou-se com a acolhida e inscrições feitas pelo grupo da roda de conversa de segunda feira. Logo após das inscrições e café da manhã, abriu-se o evento com um momento de mística tendo como motivação, o Pai Nosso dos Mártires. A seguir Ir. Manuela Rodríguez (OSR) Núcleo da Rede Um Grito pela Vida.  – SP, fez uma saudação às pessoas presentes e apresentou a Rede. Gilson repassou a origem do projeto “A juventude precisa saber”.

A continuação foi apresentada a parceria da rede no Núcleo SP, Claudia Patrícia Luna, do Movimento Nacional contra o Tráfico de Pessoas (MTP) e do grupo “Elas por Elas”. Claudia se apresentou para os/as jovens partindo de sua realidade cotidiana e simpatizando com eles/as: “Quem são do fank, quem são do pagode...” e todas/os ficaram bem empolgados/as, expressando sua alegria e sintonizando com ela.













Para motivar ainda mais, foi colocado o documentário “Desperte para esta realidade” da Campanha Coração Azul.

Retomando alguns aspectos que saíram no documentário e, sobretudo, partindo da realidade juvenil atual, Claudia começou a desenvolver sua palestra fazendo questão dos sonhos que as/os jovens tem e do desejo de uma vida melhor. Frisou como os/as aliciadores/as se apropriam desses sonhos para levar uma proposta enganosa, mas com aparência de um paraíso na terra. Foi avançando na reflexão junto com o grupo, destacando que o tráfico é um comércio de vidas. Que a Lei da Redução da Maioridade Penal pode ser uma grande oportunidade para que as redes de tráfico de pessoas  explorem jovens, tanto homens como mulheres. Atrelado ao tema dessa Lei salientou que, se fossem garantidos os direitos a: saúde, educação, lazer, trabalho, cultura, entre outros, não haveria entrada para os/as traficantes de seres humanos. Precisa-se fazer acontecer as Políticas Públicas.