sexta-feira, 5 de setembro de 2014

20º Grito dos Excluídos em Porto Alegre


7 de setembro: EMPODERAR O PLEBISCITO

Ponto de Encontro: Igreja Pão dos Pobres

Rua da República com a Av. Praia de Belas



08h30 – Acolhida, Celebração o Organização das Equipes

09h30 – Panfleteação e Votação do Plebiscito Constituinte,

junto ao público do desfile da semana da Pátria

11h00 – Encontro de avaliação, celebração e organização

das atividades da tarde.

------------------------------------------------------

Nesta luta não basta torcer. É preciso vestir a camiseta e entrar em campo.

“Quem sabe faz a hora, não espera acontecer!”

“Ocupar ruas e praças por liberdade e direitos” - GRITO DOS EXCLUÍDOS 2014


Não é necessário ser historiador ou es­tudioso das ciências sociais para dar-se con­ta que as mudanças, a exemplo das espigas e das flores, das plantas e dos edifícios, se levantam do chão. Não descem magicamente do céu ou dos tronos estabelecidos, mas mer­gulham suas raízes da terra úmida e escura dos embates, tensões e conflitos de interesses humanos. Especialmente depois da Revolução Francesa (1789), das manifestações estudan­tis em várias partes do mundo (1968) e, mais perto de nós, dos episódios que marcaram o impeachement do ex-presidente Fernando Collor (1992). Três ingredientes de peso for­mam o pano de fundo para as transformações estruturais de caráter socioeconômico e po­lítico: a) um mal-estar generalizado (O mal estar da civilização, escreveu S. Freud nos anos de 1930); b) a presença e a pressão da população nas ruas; e c) o peso e estímulo de uma juventude crítica e rebelde. Essa tríade no seu conjunto contribui decisivamente para o sonho, antigo e sempre novo, de um projeto popular para o Brasil.

Prova disso tem sido a trajetória das mo­bilizações populares relacionadas ao Grito dos Excluídos ao longo de suas repetidas edições, desde 1995. Quanto ao primeiro ingrediente, é amplamente conhecido e notório o mal-es­tar crescente da população com o aprofun­damento da crise do sistema capitalista, de filosofia neoliberal, particularmente a partir do início da década de 1970. O descontenta­mento generalizado se manifesta, de início, com a força viva e simbólica das Comunidades Eclesiais de Base e da Teologia da Libertação, com o surgimento dos movimentos e pastorais sociais, com as manifestações estudantis e o sindicalismo combativo, com a abertura de­mocrática no início da década de 1980, além de outras organizações de base... Mais tarde, o sonho de mudança volta à carga nos debates amplos e plurais das Semanas Sociais Brasileiras (SSBs), dos plebiscitos e assembleias populares, da Campanha Jubileu Sul e em tantas outras iniciativas do gênero. Não é à toa que, justa­mente em meados da década de 1990, nasce o Grito dos Excluídos tendo como espinha dorsal o tema da Vida em primeiro lugar.

O segundo ingrediente dispensaria maiores comentários se não fizesse parte do lema que orienta a 20ª edição do Grito dos Ex­cluídos, em 2014: “Ocupar ruas e praças por liberdade e direitos”. O ano de 2013 propor­cionou um vasto mosaico de manifestações populares em todo o território nacional, as quais retornam com insistência no curso des­te ano. Apresenta-se com energia juvenil e veemência profética a exigência do “padrão Fifa” não só para estádios, infraestrutura e eventos da Copa do Mundo ou das Olimpía­das, mas sobretudo para os direitos básicos da população de baixa renda: terra e traba­lho, educação e saúde, transporte e seguran­ça, alimentação de qualidade, entre outros. Direitos que se traduzem em condições reais de existência digna e de liberdade. Uma vez mais, reaparece o sonho ou a utopia da “vida e vida em plenitude”, como se lê nas páginas do Evangelho (Jo 10,10), com referência ao Reino de Deus. Horizonte de um passo deci­sivo que vai da exclusão à inclusão social em todos os níveis e graus.

Por fim, o terceiro ingrediente das mu­danças sociais reconhece o oxigênio prima­veril dos jovens como fator preponderante, sangue novo num organismo social e políti­co carente de uma verdadeira transfusão de valores novos e renovados. Assim, o lema da 19ª edição do Grito de 2013 – Juventude que ousa lutar constrói o projeto popular – man­tém-se de pé no processo de preparação do Grito deste ano. Resumindo, mal-estar social, juventude crítica e ativa e ocupação de ruas e praças, quando conscientes, reunidos e or­ganizados, constituem três temperos de uma mistura explosivamente positiva na constru­ção de um projeto popular para o país, na linha dos debates da 5ª SSB. Parafraseando o clima de expectativa em vista da Copa do Mundo, não basta assistir das arquibancadas o desenrolar do jogo: é necessário entrar em campo – “ocupar as ruas e praças” – e partici­par de forma patrioticamente ativa nas deci­sões sobre um futuro justo, solidário, susten­tável e fraterno.

                            Coordenação Nacional – Jornal do 20º Grito dos Excluídos

QUEM SABE FAZ A HORA, NÃO ESPERA ACONTECER!

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

VOTE ONLINE NO PLEBISCITO POPULAR PELA CONSTITUINTE


Começa a Campanha que vai mudar o destino do Brasil. São mais de 1.700 comitês, milhares de ativistas em todos os estados da federação, mais de 450 das principais entidades, movimentos e organizações social. É a mais unitária campanha política, desde a luta contra a ALCA e as "Diretas Já".

CÉDULA ONLINE - CLIQUE NA IMAGEM (ou acesse o link abaixo):
Basta ter o CPF. Envie esta mensagem aos teus contatos.

Mais informações:

A Rede Um Grito pela Vida apoia o Plebiscito pela Constituinte




O que é um Plebiscito Popular? 

Um Plebiscito é uma consulta na qual os cidadãos e cidadãs votam para aprovar ou não uma questão. De acordo com as leis brasileiras somente o Congresso Nacional pode convocar um Plebiscito. Apesar disso, desde o ano 2000, os Movimentos Sociais brasileiros começaram a organizar Plebiscitos Populares sobre temas diversos, em que qualquer pessoa, independente do sexo, da idade ou da religião, pode trabalhar para que ele seja realizado, organizando grupos em seus bairros, escolas, universidades, igrejas, sindicatos, aonde quer que seja, para dialogar com a população sobre um determinado tema e coletar votos. O Plebiscito Popular permite que milhões de brasileiros expressem a sua vontade política e pressionem os poderes públicos a seguir a vontade da maioria do povo. 

O que é uma Constituinte? 

É a realização de uma assembleia de deputados eleitos pelo povo para modificar a economia e a política do País e definir as regras, instituições e o funcionamento das instituições de um Estado como o governo, o Congresso e o Judiciário, por exemplo. Suas decisões resultam em uma Constituição. A do Brasil é de 1988. 

See more at: http://www.plebiscitoconstituinte.org.br/o-que-%C3%A9-o-plebiscito-pela-constituinte#sthash.mQSTAQbj.dpuf


Rede Um Grito Pela Vida - Regional Manaus/Roraima - AM/RR intensifica trabalho de prevenção ao tráfico de pessoas nas escolas.

 Projeto Caravana da Cidadania junto as escolas e comunidades . A Rede Um Grito Pela Vida-CRB é instituição parceira junto a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas, tem contribuído nas oficinas sobre tráfico humano. As atividades acontecem semanalmente nas terças, quartas e quintas-feiras nos três horários (manhã, tarde e noite)
 Nesta parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas fazem parte deste projeto muitas outras instituições, governamentais e não governamentais ( Pró Vida, INPA, PROERD, OCA, Secretaria de Politicas Para Mulheres, Rede Um Grito Pela Vida, Ronda No Bairro, Conselho Tutelar.....) que contribuem com diversas temáticas referente aos direitos humanos. Tem sido um espaço de prevenção, orientação e encaminhamentos  das diversas situações de violação de direitos.
 As equipes que organizam conforme a necessidade de cada escola, sempre buscando atender todas as turmas nos diversos horários.
A direção da escola se encarrega com a infra estrutura e organização das turmas para que todas possam ter a oportunidade de participar.
Muitos são os depoimentos de violação de direitos, descobrimos novos casos de tráfico de pessoas principalmente para fins de exploração sexual, muitos casos de abuso sexual silenciado na vida das juventudes.
Procuramos dar os encaminhamentos atendendo a cada realidade.
Roselei Bertoldo, Ir.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

A Rede Um Grito Pela Vida - Conferência dos Religiosos do Brasil(CRB), Regional Amazonas/Roraima, realizará no próximo dia 23 de setembro, uma ACÃO DE INTERVENÇÃO SOCIAL


A Rede Um Grito Pela Vida - Conferência dos Religiosos do Brasil(CRB), Regional Manaus/Roraima, realizará no próximo dia 23 de setembro, uma ACÃO DE INTERVENÇÃO SOCIAL em ocasião do Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e Tráfico de Mulheres e Crianças.


A Ação que tem como objetivo de dar visibilidade, sensibilizar e prevenir a exploração sexual e o tráfico de mulheres e crianças, será realizada em parceria com as seguintes instituições: Secretaria de Justiça do Estado do Amazonas (SEJUS), Secretaria Executiva de Políticas Para Mulheres (SEPM), Secretaria de Segurança Pública (PREVINE), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Instituto, de Crianças e Adolescentes Santo Antônio (IACAS), e será realizada nos terminais de ônibus, 1, 3 e 5 na cidade de Manaus.


O dia 23 de setembro, dia Internacional Contra a exploração sexual e Tráfico de Mulheres e Crianças foi estabelecido durante a Conferência Mundial de Coligação Contra o Tráfico de Pessoas, realizado em janeiro de 1999 em Bangladesh.


No Brasil a prática do Tráfico de pessoas está presente em todas as regiões, no entanto é predominando na região norte. O tráfico de pessoas é o terceiro negócio ilícito mais lucrativo do mundo, normalmente está ligado à exploração sexual. Esta prática é realizada a partir de falsas promessas de melhoria de vida, atingindo normalmente pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social, em sua maioria, mulheres, adolescentes e crianças.


A participação da sociedade civil é muito importante para combater este tipo de crime. Hoje existem 3 telefones disponíveis para denúncias referentes à exploração sexual, tráfico de pessoas, exploração do trabalho e tráfico de órgãos, são eles: 100, 180 ou 181.


A INTERVENÇÃO SOCIAL, acontecerá dia 23 de setembro de 2014 das 17h às 19h nos seguintes locais:


Terminal 1: A Rede Um Grito Pela Vida – CRB, Secretaria de Justiça do Estado do Amazonas (SEJUS), Instituto, de Crianças e Adolescentes Santo Antônio (IACAS).


Terminal 3: A Rede Um Grito Pela Vida – CRB, Secretaria de Segurança Pública (PREVINE), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF),


Terminal 5: A Rede Um Grito Pela Vida – CRB, Secretaria Executiva de Políticas Para Mulheres (SEPM).





Roselei Bertoldo
Articuladora da REDE UM GRITO PELA VIDA/Manaus

ENCONTRO DOS MEMBROS DA REDE UM GRITO PELA VIDA - AGOSTO DE 2014

Aconteceu, nos dias 18 e 19 de agosto de 2014, em Lages/SC, o Encontro Regional Sul: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, da Rede Um Grito pela Vida, com o objetivo de avaliar a Campanha da Fraternidade e a Campanha “Jogue a Favor da Vida”. 


O mesmo aconteceu num clima de muita partilha, comprometimento, espontaneidade, celebração e alegria pela riqueza de ações desenvolvidas pelos Núcleos da Rede nos três Estados do Sul, contra o tráfico de pessoas.

Destaques dos Núcleos apresentados: o grande número de Parcerias, sejam elas com Órgãos Públicos, Pastorais, ONGs, Meios de Comunicação, etc. 

A CF/2014 e a Campanha Jogue a Favor da Vida sensibilizou as pessoas para reconhecer a realidade do Tráfico de Pessoas, comprometendo-se com esta causa. É preciso continuar na articulação, na atenção às vítimas e na incidência política, sem contudo esquecer a mística, a reflexão e a ação.

Em todo o país os Núcleos estão realizando suas avaliações, tendo em vista o Encontro de avaliação Nacional em outubro de 2014, com as articuladoras das regiões e a coordenação.






Núcleo de Porto Alegre

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE MULTIPLICADORES PARA O ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS – PORTO VELHO, RO – DE 4 A 7 DE SETEMBRO DE 2014


A Rede Um Grito pela Vida - Núcleo de Porto Velho, em parceria com a Comissão Pastoral da Terra e a Pastoral do Migrante, organiza o primeiro curso para a Formação de multiplicadores para o enfrentamento ao tráfico de pessoas na Região Noroeste do Brasil.


O curso está sendo avaliado pela Universidade Federal de Rondônia (UNIR), para que seja reconhecido como curso de extensão universitária, já com parecer favorável da reitora da UNIR.

Objetivos

Apresentar aos participantes a conjuntura nacional referente o “Tráfico de Pessoas em suas diferentes modalidades”, visando a compreensão crítica da realidade regional; fornecer metodologias e elementos para a identificação de situações concretas de pessoas em situação de risco e encaminhamento, bem como acompanhamento das famílias afetadas e reintegração social.

O curso será realizado em Porto Velho, de 4 a dia 7 de setembro de 2014, na casa de encontro “Betânia”, Rua Beira Sul, 7746 – Bairro Três Marias.



Regulamento
O curso é residencial, sem ônus para os/as participantes. O número de vagas é limitado. 

Serão priorizados integrantes da Rede Um Grito pela Vida, da Comissão Pastoral da Terra, Pastoral do Migrante e pessoas que já atuam nesta área ou, que por motivos profissionais ou pastorais, estejam interessados em se comprometerem com esta causa. 

Encaminhar as inscrições até o dia 20 de agosto de 2014, para gritopelavidapvh@gmail.com, com as seguintes informações: 

Nome Completo:
Nº de CPF:
Nº de RG:
Endereço completo:
Contato telefônico:
E-mail:

Para maiores informações contatar:

Rede Um Grito pela Vida
Celular: 069 8145-7990 (TIM) ou 069.9310-8862 (Claro) - Ir. Gabriella

Comissão Pastoral da Terra – RO
Tel: 069 3224-4800 - Lucimar ou Petronila


A coordenação - Ir. Gabriella Bottani

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Rede Um grito pela Vida Presente no Encontro do GT do Tráfico Humano em Brasília

Assuntos:
Tráfico de Pessoas e legislação;
PEC do trabalho Escravo;
Projeto "vamos Encontrar nossas crianças" do Conselho Nacional de Medicina;
Avaliação da Campanha da Fraternidade 2014;
Projeção da continuidade da missão do GT.




REGIONAL GOIÂNIA CONVIDA PARA O 2ª ENCONTRO DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO SOBRE A PREVENÇÃO E O COMBATE AO TRÁFICO DE SERES HUMANOS (TSH)



REDE UM GRITO PELA VIDA/CRB – REGIONAL GOIÂNIA

EVENTO: 2ª FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO SOBRE A PREVENÇÃO E O COMBATE AO TRÁFICO DE SERES HUMANOS (TSH)

DATA: 09 DE AGOSTO DE 2014

HORÁRIO: 13:3Oh às 17:00h

PÚBLICO CONVIDADO: PARTICIPANTES DA REDE UM GRITO PELA VIDA/CRB, PARCEIROS E PESSOAS INTERESSADAS

LOCAL: CENTRO CULTURAL CARAVÍDEO – RUA 83, 361 – SETOR SUL – GOIÂNIA – GO

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 5,00 (Cinco Reais)

PALESTRANTES:

- FABRÍCIO SILVA ROSA – REPRESENTANTE DA POLÍCIA RODOVIÁRIA E MESTRANDO EM DDHH

- PROFA. HELOISA MEZOCANTE – PROFESSORA NA PUC/GO

- KATIÚCIA COSTA – ESPECIALISTA EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS E MESTRANDA EM DDHH

- MASR, JOÃO FELIPE – CONVIDADO/TESTEMUNHA

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO:

13:30h Abertura e Acolhida (Ir. Celina)

13:40h Apresentação e Dinâmicas de integração (Ana Maria)

13:50h Momento de Mística (Ir. Teresinha)

14:00h Composição da Mesa, explicação sobre a dinâmica e Início das Palestras – Cada palestrante ou grupo terá 20’ para abordar o tema, desde a perspectiva da entidade e/ou profissão que representa, interagindo com os participantes, ou seja, após a exposição de cada palestrante, será dado um tempo de 15’ para que os participantes façam suas intervenções e possa interagir com o/a palestrante. (Ir. Carolina e Ir. Sandra)

16:40h Avaliação do Encontro - Avisos e Comunicações da Rede Um Grito Pela Vida/GO (Ir. Carolina e Ir. Sandra)

16:50h Lanche de confraternização e despedida

17:00h Encerramento

EQUIPES:

*Crachás – Inscrição – Venda de livros e Camisetas – (Ir. Guida, Ir. Lidia e Noviças)

*Ambientação: Ir. Lidia e Noviças


Venha Participar! Traga seu amigo ou amiga!
Traga , se possível, algo para socializar na hora do lanche e faremos uma ótima partilha! Obrigada!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

NÚCLEO RECIFE NA SEMANA DE MOBILIZAÇÃO NO ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS - CAMPANHA CORAÇÃO AZUL

28/07/14 A 01/08/2014

A REDE UM GRITO PELA VIDA – REGIONAL RECIFE participou de eventos durante a semana de Mobilização no Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas; foi um  trabalho realizado em parceria com o Núcleo Estadual de Enfrentamento ao Trafico de Pessoas do Estado de Pernambuco, Colégio Jesus Crucificado em Recife, Núcleo Municipal de Enfrentamento ao Tráfico de Mulheres da cidade de Ipojuca/PE, Prefeitura de Arcoverde através das Secretarias de Ação Social e Educação, Gerencia Regional de Ensino de Arcoverde e o 3º Batalhão de Polícia Militar.

Nas ações, a Rede se fez presente com uma representação da Coordenação do Regional Recife através das Religiosas Ir. Lindoura Souza e Ir. Glória Bastos (Congregação Missionárias de Jesus Crucificado) e a Ir. Lourdes Torres (Beneditina) além da Agente de Pastoral Fátima Evangelista (Leiga).


Recife / PE – 28/07/2014: Colégio Jesus Crucificado – Palestra para Agentes de Pastorais das Comunidades Saramandaia, Ilha de Juaneiro e Ilha de Chié.



Ipojuca / PE – 30/07/2014: 02 Escolas da Rede Pública Estadual – Cine-Debate.




Arcoverde /PE – 01/08/2014: Pela manhã foram realizadas 02 palestras uma mostrando o trabalho da Rede Um Grito pela Vida (Fátima Evangelista), o que é o Tráfico de Pessoas (Jeanne Aguiar – NETPPE) e no horário da tarde uma caminhada com aluno(as), educadores, gestores, funcionárias da Rede sócio Assistencial. Além da entrega de prêmios aos alunos vencedores do melhor desenho (ensino fundamental e médio) e melhor redação (fundamental e médio). Apresentação dos trabalhos e leitura de um cordel feito pela coordenadora Socorro da tribo Kapinauá da cidade de Buique. Presença no evento o Núcleo Itinerante de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.




Visita de Ir. Gabriella Bottani, ao núcleo da Rede Um Grito - Fortaleza, CE.

No dia  30 de julho, 2014 o Nucleo da Rede Um Grito Pela Vida de Fortaleza, Ceará recebeu a visita de Ir. Gabriela Bottani da coordenação da Rede Nacional.

Estiveram presente as companheiras:  Bete, Maria Aldamir, Bernadete, Aurea, foi  uma tarde memorável.  Deu-nos a oportunidade de matar saudades e ter noticias do trabalho de Ir. Gabriella em Porto Velho acompanhando o povo  que sofreu grandes enchentes este ano numa luta de vida e morte. 
Ela partilhou sobre o trabalho da Rede Um  Grito pela Vida no Brasil durante a Copa, e Campanha da Fraternidade.  Falou da força da rede nacional e internacional na luta contra tráfico, e muitas outras noticias do encontro em Roma. Fez lembrar das palavras “não estava o nosso coração ardendo quando ela nos falava pelo caminho sobre a força da luta contra trafico...”   
Nossa gratidão e carinho a Ir. Gabriela.
Ir. Bete pelo núcleo de Fortaleza, CE.


sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Blitz Informativa pelo Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

 Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Rio Grande do Sul, Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas Desaparecidas e Rede Um Grito Pela Vida participaram da Blitz Informativa pelo Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Mercado Público De Porto Alegre.


2014 - Chamada de Propostas. UNODC - Fundo Fiduciário para as Vítimas de Tráfico de Pessoas.

The Trust Fund for Victims of Human Trafficking is marking the first World Day Against Trafficking in Persons by launching its second call for proposals through its Small Grants Facility on 30 July 2014.

The call will be open for 2 months, until 30 September 2014, 24:00 CET.
Non-governmental organizations providing direct assistance to victims of human trafficking, from all over the world, are invited to submit project proposals, provided that they fulfil the eligibility criteria for this call, as set out in the Guidelines for the Small Grants Facility's Second Call for Proposals.
Acesse: http://www.unodc.org/unodc/en/human-trafficking-fund/2014-call-for-proposals-small-grants-facility.html

1º ENCONTRO NACIONAL DA RED KAWSAY ARGENTINA


NÚCLEO DE SÃO PAULO NA SEMANA DE MOBILIZAÇÃO PELO ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS

A Semana Nacional de Mobilização pelo enfrentamento ao Tráfico de pessoas, tem sua origem na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) celebrada no dia 14 de Novembro de 2013. Nessa Assembleia se institui o dia 30 de Julho como Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. 


Os escritórios das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e os estados que aderiram a Campanha Coração Azul, se propuseram realizar, nessa data, em diversos países, ações de grande visibilidade e alerta contra ao Tráfico Humano. 


Do dia 28 de Julho ao 1° de Agosto aconteceram várias ações nas diferentes regiões do país. NA região Sudeste as ações se multiplicaram, sobretudo, no Rio de Janeiro e Minas Gerais, estados que aderiram à Campanha Coração Azul. Em São Paulo, apesar de não se ter construído uma agenda em conjunto com a Campanha, houve debates, caminhadas, conferências, dentre outras promovidas por diferentes entidades do poder público e da sociedade civil. 

O núcleo da Rede um Grito pela Vida de São Paulo participou, no dia 30 de Julho, do debate promovido pela OAB/SP e a Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania do estado de São Paulo - Programas de Enfrentamento ao tráfico de Pessoas, Erradicação do Trabalho Escravo e Refúgio. O objetivo foi dar visibilidade à exploração crescente através do tráfico de pessoas nas suas diferentes modalidades.

Focou-se principalmente na exploração sexual por meio da prostituição, diferenciando essa modalidade de tráfico da prática da prostituição por pessoas adultas de espontânea e livre vontade. Quanto a este último tema, abriram o debate que propôs desvendar uma realidade carregada de muita hipocrisia e com uma lacuna de garantia de direitos dessas pessoas quase desde a antiguidade. “Chama-se a profissão mais antiga do mundo e a garantia de direitos ficou na pré-história”, frisa um palestrante. Os/as palestrantes salientaram que se tenta fazer um debate despido de preconceitos moralistas e religiosos tirando a prostituição realizada livremente do estigma e do preconceito milenar, que só abrange as mulheres e a pessoas em situação de vulnerabilidade. Sabendo também que melhorando a legislação o incluindo-a como um trabalho não resolve totalmente o problema do crescimento sem precedentes da exploração sexual de pessoas. Mas, segundo todas e todos @s palestrantes advogados(as), tendo uma legislação que garanta seus direitos, seria possível dar passos mais sólidos quanto à humanização dessas pessoas.

Ir. Manuela Rodríguez Piñeres (OSR)
Núcleo da Rede Um grito pela Vida - São Paulo

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Núcleo de Porto Alegre/RS avalia a campanha Jogue a favor da Vida e elenca os gols da Rede Um Grito pela Vida

O Núcleo da Rede de  Porto Alegre/RS se reuniu no dia 23 de Julho de 2014 com os parceiros do Núcleo de enfrentamento ao TP - NETPRS,  CNBB, CEBI, AICAS, Serviço aos Migrantes e Cáritas para celebrar e avaliar a Campanha "Jogue  a favor da vida". Foi um encontro muito prazeroso, místico e avaliativo-prospectivo. 

Elencamos os gols que fizemos: 

Articulação, sensibilização, aprendizado mútuo, denúncia, compromisso, soma de forças, valorização da vida, parceria, trabalho em rede, contribuição, visibilidade, determinação na luta contra a mercantilização da vida. Projetamos a continuidade da caminhada: nos mantemos firmes, articulad@s e atuantes contra o tráfico de pessoas.








    





terça-feira, 22 de julho de 2014

Semana Nacional de Mobilização pelo Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas


CONGRESSO INTERNACIONAL DIÁLOGOS PELA LIBERDADE - TRÁFICO DE MULHERES E EXPLORAÇÃO SEXUAL


Estão abertas as inscrições para o Congresso Internacional DIÁLOGOS PELA LIBERDADE, que abordará o tema TRÁFICO DE MULHERES E EXPLORAÇÃO SEXUAL. O evento será realizado no auditório da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, unidade de Belo Horizonte/MG, nos dias 1 e 2 de Setembro de 2014. Clique aqui e acesse o formulário.


CONHEÇA O PROJETO DIÁLOGOS PELA LIBERDADE

Em 2014, importantes ações de sensibilização e prevenção ao tráfico de seres humanos estão sendo desenvolvidas pela Unidade Oblata de Minas Gerais, Pastoral da Mulher de Belo Horizonte. A instituição foi uma dentre as seis entidades selecionadas pela Secretaria Nacional de Justiça e pelo UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime) para induzir ações de prevenção ao tráfico de pessoas. Em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil - Minas Gerais, realizará o Congresso Internacional sobre “Tráfico de Mulheres e Exploração Sexual”. Autoridades e especialistas no assunto trarão informações atualizadas sobre a situação do tráfico de pessoas, em especial sobre o tráfico de mulheres, no Brasil e no mundo, abordando dimensões sociais, jurídicas, econômicas e culturais, além de questões de gênero e vulnerabilidade.

Semana de Mobilização contra o Tráfico de Pessoas

Por Assessoria de Comunicação em 17 de Julho de 2014 - CRB Nacional


O Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos realizarão entre os dias 28/07 e 02/08 deste ano a Semana de Mobilização contra o Tráfico de Pessoas.

Entre as atividades estão a orientação com palestras em estabelecimentos de ensino superior e distribuição de material educativo nas ruas. Além disso, será realizada a Campanha do Coração Azul, onde o Palácio Iguaçu e o Jardim Botânico estarão iluminados na cor azul, com o objetivo de demonstrar a solidariedade a essa campanha.

Entre as ações elencadas acima, o destaque será a Palestra em conjunto com a Universidade Positivo, que ocorrerá no dia 30 de julho deste ano e terá a presença de dois convidados de âmbito nacional, sendo eles, a Excelentíssima Sra. Dra. Maria Tereza Uille Gomes, a Secretária do Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, o Sr. Dr. José Armando Fraga Diniz Guerra Coordenador-Geral da Comissão Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, vinculado a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da Republica, bem como a Sra. Dalila Figueiredo, fundadora da ASBRAD – Associação Brasileira de Defesa da Mulher da Infância e da Juventude.

Fonte: Nucleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

http://arquidiocesedecuritiba.org.br/mitranovo/aba/1/noticia/389

Veja mais: http://traficodepessoas.org/site/2014/07/18/semana-de-mobilizacao-contra-o-trafico-de-pessoas/#sthash.pXKjY8BF.dpuf

Papa nomeia mulheres consultoras para Dicastério Romano


ESCRITO POR CRB COMUNICAÇÃO LIGADO 18 JULHO 2014. PUBLICADO EM DESTAQUE


Da esquerda para direita: Lourdes Grosso García, Irmã Marcella Farina,fma e Irmã Maria Domenica Melone, afa.

Por Rosinha Martins|18.07.14| As religiosas Marcella Farina, salesiana, docente de Teologia Fundamental e Sistemática na Pontifícia Faculdade de Ciência da Educação “Auxilium”; Maria Domenica Melone, reitora da Universidade Antonianum de Roma, da Associação das Franciscanas Angelinas, a patrona do Tribunal Eclesiástico Regional Lombardo, Elena Lucia Bolchi, consagrada da Ordo Virginum da arquidiocese de Milão e a leiga Lourdes Grosso García, diretora do secretariado da comissão episcopal para a Vida Consagrada da Conferência Episcopal Espanhola, foram nomeadas, na quarta, 16, pelo Papa Francisco, como consultoras da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, um dos dicastérios da Cúria Romana.

A escolha de mulheres consultoras na Cúria, pode ser, talvez uma tentativa do Papa Fancisco em concretizar o seu pensamento exposto no documento Evangelii Gaudium, no qual ressalta que é preciso alargar os espaços para uma experiência feminina mais incisiva na Igreja. “O gênero feminino é necessário em todas as expressões da vida social; para tal motivo se deve garantir a presença das mulheres também no âmbito do trabalho e nos diversos lugares onde são tomadas as decisões mais importantes, tano na Igreja como nas estruturas sociais?”(EG 103)

Junto a elas foram nomeados, também como consultores, religiosos como o procurador geral da Companhia de Jesus e professor de Direito Canônico da Pontifícia Universidade Gregoriana, o padre Robert J. Geisinger, sj, o salesiano e professor de Direito Canônico na Pontifícia Universidade Salesiana de Roma, o padre Jesu Maria James Pudumai Doss, o decano da Faculdade de Direito Canônico de Toulouse(França), o dominicano Loïc Marie Le Bot, o claretiano vice-diretor do Instituto Teológico de Vida Consagrada de Madrid, o padre José Cristo Rey García Paredes e o pavoniano e professor de Formação para a Vida Consagrada da Pontifícia Faculdade de Ciência da Educação “Auxilium” o padre Pier Luigi Nava, o carmelita, professor emérito de Espiritualidade Moderna e Fundamental da Pontifícia Universidade Gregoriana, o padre Bruno Secondin e o jesuíta e decano da Faculdade de Direito Canônico da Pontifícia Universidade Gregoriana, o padre Yuji Sugawara.

Bruno Forte, arcebispo de Chieti-Vasto, Itália e Angelo Vincenzo Zani, arcebispo titular de Volturno, Secretário da Congregação para a Educação Católica, também foram nomeados pelo Papa para esta função.

As Congregações são alguns dos diversos dicastérios da Cúria Roma que colaboram com o Papa no governo espiritual e material da Igreja Católica e são compostos por cardeais, arcebispos e bispos, encarregados de assuntos eclesiásticos particulares. Contam com colaboração de um colegio de consultores nomeados entre os experts em matérias afins. O colégio de consultores para a Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, como os outros, é renovado por um tempo estabelecido e são escolhidos aqueles que podem dar contribuição específica e propositiva do ponto de vista da teoria e da prática à Vida Consagrada.

Fonte:vidimusdominum/tradução:Rosinha Martins

Correio Brasiliense: Denúncias de abusos sexuais contra crianças aumentaram 41,2% na Copa

Notificações de casos que envolvem crianças e adolescentes cresceram nas semanas do Mundial, segundo a Secretaria de Direitos Humanos



Publicação: 22/07/2014 06:01 Atualização: 22/07/2014 08:28

A Copa do Mundo no Brasil não se resumiu a futebol e escancarou uma triste realidade no país. Nas quatro semanas do evento esportivo, as denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes cresceram 41,2% em comparação ao mesmo período de 2013. O levantamento foi feito pela Secretaria de Direitos Humanos (SDH), a pedido do Correio. Especialistas acreditam que as denúncias refletem um aumento já esperado nas estatísticas devido ao alto fluxo de turistas estrangeiros e brasileiros.

Considerando os dias entre 12 de junho e 13 de julho, os relatos recebidos por meio do Disque 100 da SDH saltaram de 524, em 2013, para 740 este ano. Pesquisadora na área da infância e da juventude, Graça Gadelha pondera que nem todas as denúncias são confirmadas, mas avalia que, no caso da Copa, o aumento das ligações reflete, sim, o crescimento dos casos. Ela passou por nove cidades sedes durante o Mundial para ministrar oficinas e fazer um estudo, ainda não divulgado, pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), e afirma que foi possível constatar um incremento nas violações.




Graça explica que a exploração sexual pressupõe trocas, seja por dinheiro, jantares ou roupas que atraem as crianças e os adolescentes. “São situações que remetem à alta condição de vulnerabilidade desse grupo, e as denúncias são, sem dúvida, um indicativo importante para supostas violações que ocorrem de forma semelhante em contextos de grandes eventos, que criam um cenário mais sensível”, avalia a socióloga e consultora do Instituto Aliança. Segundo ela, as denúncias do Disque 100 sempre aumentam em períodos de carnaval e outras festas que promovem fluxo acentuado de pessoas. Na Copa, segundo o Ministério do Turismo, pouco mais de 1 milhão de turistas de 203 nações vieram ao Brasil, e 3 milhões de brasileiros viajaram internamente. 

Fonte: Correio Brasiliense -Link para a matéria.